5% DE DESCONTO NO PIX

MAIS DE 30 MIL CLIENTES ATENDIDOS DESDE 1981 

ATENDIMENTO PERSONALIZADO NO WHATSAPP

O que é Japamala e para que serve

O que é Japamala e para que serve

Embora os Japamalas tenham se tornado mais conhecidas e populares no Ocidente há pouco tempo, sua origem é bastante antiga e tem raízes no Oriente, por volta de 3.000 A.C., na India. Conhecidos também como Terço Budista ou , são um instrumento para a prática de meditação, treinamento mental e práticas espirituais.  Sua utilização em geral cumpre a função de alcançar o objetivo de elevar a mente, o espírito e o corpo a um estado superior de consciência.

SIGNIFICADO DO JAPAMALA

Seu nome – Japamala – tem origem no sânscrito e trata-se de uma palavra composta. “Japa” significa o ato de sussurrar ou murmurar repetidamente mantras ou nomes de divindades e “Mala” significa coroa ou grinalda ou, ainda, cordão. Então, Japamala significa murmurar, repetir em um colar de contas. A prática de se utilizar um cordão com contas para fazer orações, repetir mantras e meditar é encontrada em inúmeras escolas de conhecimento e tradições religiosas. No Ocidente, por exemplo, temos o “Terço”. 

UTILIZAÇÕES DO JAPAMALA

Atualmente, os Japamalas têm sido muito procurados e utilizados não só para prática de mantras, meditação, práticas de Yoga, como também em diversas Terapias Alternativas.  Por exemplo, a prática do Ho’oponopono – prática milenar havaiana, que consiste em uma oração de cura e perdão composta por 4 frases, que produz efeitos surpreendentes em quem a  pratica, conforme inúmeros testemunhos – têm sido bastante associada e praticada com o Japamala. Tanto é, que há quem acredite que o Japamala foi criado especificamente para a prática do Ho’oponopono.

JAPAMALAS DE 108 CONTAS, JAPAMALAS DE 54 CONTAS E JAMAPALAS DE 27 CONTAS

Os Japamalas são basicamente um cordão com várias contas (esferas) , que podem ser de diversos materiais. O número de contas representa as repetições da oração, mentalização ou mantra, ultrapassando as fixações da mente e mantendo a consciência centrada em si mesma. São sempre múltiplos de 9 – Japamalas de 108 contas, Japamalas de 54 contas ou Japamalas de 27 contas (os menores, tal qual uma pulseira, por assim dizer). 

Os Japamalas de 108 contas são , em geral, os mais procurados. É comum encontrarmos pessoas que carregam consigo o Japamala, como se fosse um colar. Cabe, ainda, destacar que o número 108 possui um significado bastante poderoso na espiritualidade da Índia:
– São 108 letras no alfabeto do Sânscristo
– O número 108 representa o chakra cardíaco
– A soma de 1+0+8 é igual a 9, e 9 é um número  sagrado para os Hindus.

MERU, A CONTA MAIOR, REPRESENTA O DIVINO

A conta maior é chamada de Meru, é a 109ª conta e marca o início e o fim do Japamala. Simboliza o Divino. Ao praticar a meditação com Japamala, orienta-se não  atravessar o Meru – deve-se girar o Japamala e recomeçar o caminho em direção contrária.  

Japamalas que apresentam marcadores  – contas de texturas, tamanhos e / ou cores diferentes – têm o objetivo de trazer de volta à presença nossa mente, que durante a prática da meditação, pode se distrair. Podem ser especialmente úteis para aqueles que estão iniciando a prática.

JAPAMALAS DE DIFERENTES MATERIAIS

Os Japamalas são encontrados em diversos materiais e acabamentos – desde os mais simples, por assim dizer, com contas de madeira comum, até os pedras naturais. Também são bastante tradicionais os Japamalas de semente de Rudraksha.

JAPAMALAS DE SEMENTE DE RUDRAKSHA

A semente de Rudraksha é oriunda da árvore que cresce em planície na base do Himalaia e
região central do Nepal  e é tradicionalmente usada na confecção de japamalas. Em sânscrito, o termo simboliza Shiva, uma das principais divindades do hinduísmo. 

Conforme conta a tradição hindu, após um longo período de meditação, Shiva permaneceu em meditação por 1000 anos com os olhos semi serrados até que seus olhos finalmente cederam e a primeira lágrima que caiu de seus olhos no terreno tornou-se uma Rudraksha. Assim, a semente de Rudraksha tem um significado bastante importante e especial para os hindus.

JAPAMALAS DE PEDRAS NATURAIS

A diversidade de Pedras e Cristais, suas moléculas em perfeita harmonia,  as diferentes cores e propriedades de cada pedra, cada cristal, é manifestação das diferentes energias sutis. Isto considerado, podemos compreender porque as Japamalas produzidas com pedras naturais são tão apreciadas.

JAPAMALA DE TURQUESA

O Japamala de Turquesa, por exemplo, é também bastante tradicional entre os Budistas adeptos da meditação, que consideram a pedra sagrada. A Turquesa propicia calma e bem estar, auxilia na concentração, afasta pensamentos negativos e atua positivamente no bem estar emocional e físico.

JAPAMALA DE QUARTZO ROSA

O Japamala de Quartzo Rosa beneficia quem o usa pelas propriedades desta pedra, relacionada ao Chakra Cardíaco, propiciando e auxiliando nosso contato com a energia do Amor e Alegria de Viver. O Quartzo Rosa permite a lembrança da nossa essência amorosa, ensina o perdão, auto estima e auto aceitação, por isso pode ser especialmente útil como uma Japamala para Ho’oponopono. 

JAPAMALA DE AMETISTA

A Ametista é excelente pedra para propiciar relaxamento e está relacionada à transmutação. Poderosa pedra de proteção e vitalidade, além de elevar a intuição e fortalecer a mediunidade. Também auxilia a despertar poderes espirituais e elevação espiritual. Todas estas propriedades faz do Japamala de Ametista uma excelente opção para quem deseja praticar meditação e despertar em si outros estados de consciência.

JAPAMALA DE OLHO DE TIGRE

O Japamala de Olho de Tigre propicia coragem, cura e proteção. Auxilia na clareza mental, vitalidade e circulação de energia. Proporciona equilíbrio de energia yin e yang.  O Olho de Tigre combina a energia da Terra com as energias do Sol para criar um estado vibratório elevado e, contudo, ancorado na Terra. Assim, suas elevadas vibrações ajudam no desenvolvimento de talentos pessoas e fortalecem amizades e parcerias.  

Por Nuryahan Produtos Esotéricos.